Sat Pelo Mundo

    Gessi Rodrigues VanzanRaimundo Nonato Ferreira SilvaAlcilene dos Santos da CostaJanaína Carvalho AldunateLucibet Vicentin LeiteFátima de Souza MoreiraJosé Pereira dos SantosPaulo Ramos Coelho FilhoMaria do Carmo Paes dos SantosFrancisca Lusia S. FerreiraMaria de Fátima Ferreira de OliveiraAssunção de Maria Serrão Ferreira
  • A Escola SAT foi um divisor de águas na minha vida. Era o que eu procurava há muito tempo. É muito bom ver os professores e os funcionários das escolas falarem como estão felizes com o resgate de si mesmos.
    Gessi Rodrigues Vanzan
    Pedagoga e Coordenadora do Instituto Eneasat de Rondônia
  • Entendi que é possível mudar meu modo de educar, que ele pode melhorar, tanto dentro na família quanto no trabalho. Acho fundamental que o SAT chegue a muitas outras pessoas, pois poderia ser um caminho de prevenção. O SAT educacional é muito importante para a família, o trabalho, e a vida em todos os sentidos.
    Raimundo Nonato Ferreira Silva
    Sócio Educador
  • O SAT resgatou minha sobrevivência. Hoje entendo melhor as crianças porque entendo a mim mesma. Tenho certeza de que se muitos professores passarem por experiências assim, a educação poderá mudar.
    Alcilene dos Santos da Costa
    Professora de educação infantil
  • Minha vida se abriu com o SAT. A experiência de me conhecer proporcionou maior aceitação e passei a ver que estou me desenvolvendo. Nesse processo cresceu muito a minha disposição para o trabalho e a minha entrega.
    Janaína Carvalho Aldunate
    Psicóloga, trabalha com adolescentes infratores.
  • Acho que programas como o SAT são fundamentais à formação dos professores, tanto daqueles que atuam na educação inicial quanto dos que trabalham com outros níveis. É o professor quem pode oportunizar às crianças a expressão de suas emoções.
    Lucibet Vicentin Leite
    Psicopedagoga e supervisora escolar.
  • Passei por todo o processo do SAT Educação de Rondônia, fiz os três módulos e também os inter módulos. Foi muito gratificante. Nesse processo pude ver meus defeitos, minhas falhas e aprendi a trabalhar com isso. Já senti certo efeito do trabalho do SAT, pois aprendi a tratar minhas dificuldades com mais paciência.
    Fátima de Souza Moreira
    Professora de ensino fundamental e médio
  • O SAT traz um crescimento individual muito grande no sentido de conhecer a si mesmo e melhor se relacionar com as outras pessoas. Foi importante me perceber como ser, como essência. Acho que é importante o professor se fazer realmente presente no contato com o aluno, em corpo e mente, e assim se relacionar com o outro.
    José Pereira dos Santos
    Coordenador pedagógico
  • Estou atrás das sabedorias. Esse aspecto é fundamental ao professor e ao pedagogo, que devem estar preparados para propiciar aos alunos elementos de formação, no sentido de busca de sabedoria e não apenas de reprodução de conhecimentos especializados, o que geralmente acontece na pedagogia conteudista ou na pedagogia dos exames. Nesses casos, não se ensina valores, mas apenas se transmite informações. Isso não forma o indivíduo e nem o estimula à busca de auto-realização.
    Paulo Ramos Coelho Filho
    Professor da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília
  • Tenho a sensação de que a experiência do SAT vai melhorar a relação dos grandes com os pequenos, pois a gente passa a entender o que é uma criança.
    Maria do Carmo Paes dos Santos
    Merendeira e zeladora
  • Quando iniciei o programa, eu não imaginava o quanto ele seria profundo. Entendi muitas coisas. Uma delas foi o quanto o autoconhecimento está relacionado com a humanização da educação. Essa experiência mudou demais a minha vida.
    Francisca Lusia S. Ferreira
    Diretora do departamento de educação da Secretaria Municipal de Educação de Porto Velho (2008)
  • Penso que acertamos em propiciar esse processo nas escolas. Já percebemos grandes mudanças nos profissionais a partir do primeiro módulo. O projeto SAT facilitou muito a nossa chegada nas escolas. Acredito que deveríamos levar o programa a um número muito maior de pessoas.
    Maria de Fátima Ferreira de Oliveira
    Secretária da Educação de Porto Velho (2008)
  • "Projetos como o SAT precisam ser aplicados para um grande número de professores. A humanização – do modo como ocorre no SAT – Precisa estar no currículo, na formação do educador. O Professor precisa ser ouvido. Esse caminho proverá uma grande mudança na educação.”
    Assunção de Maria Serrão Ferreira
    Diretora de Escola